O que é Inbound Commerce?

O Inbound Commerce é uma estratégia de Inbound Marketing, aplicando da metodologia do Inbound para lojas virtuais, ou e-commerces.

E por que esse termo surgiu?

Bom, você sabia que mais de 98% das pessoas que visitam o seu site, ainda não estão prontas para comprar? Ou seja, de cada 100 pessoas que entram na sua loja virtual, apenas 2 compram.

E o que acontece com o restante? Vai pro limbo?

Se você deixar, vai sim! Ou pior, para a concorrência. Afinal, um e-commerce sem uma estratégia de vendas e relacionamento com seu público, é o mesmo que jogar seu dinheiro fora e perder clientes.

Com sabemos, o Inbound Marketing pode ser trabalhado em diversos segmentos de mercado. E uma das principais características do Inbound é a personalização das estratégias de acordo com cada segmento.

Com isso, o Inbound Commerce também é uma forma de personalizar o Inbound Marketing e segmentar as estratégias dessa metodologia, especialmente para lojas virtuais.

Metodologia do Inbound Marketing para o Inbound Commerce

Em resumo o Inbound Marketing trabalha com uma metodologia focada em conquistar clientes através de conteúdo inteligente. Essa metodologia se divide em algumas fases: atração, geração de leads, geração de oportunidades, relacionamento, vendas e fidelização.

Se você ainda não está familiarizado com o Inbound Marketing, baixe aqui nosso e-book gratuito sobre a metodologia.

Geralmente donos de e-commerce pensam que os clientes que frequentam a loja virtual ou compram, ou não. Ou seja, não consideram as 2 fases inicias da jornada de compra. Assim como clientes do Inbound Marketing, clientes do Inbound Commerce passam por um processo de compra que conta com:  

Reconhecimento do Problema

O visitante ainda está na fase inicial do processo em que já está descobrindo o problema. Nessa fase ele provavelmente viu algum conteúdo, informação, post que sua empresa ofereceu e se interessou por determinado assunto. Ele começa a fase de reconhecimento e pesquisa.

Consideração das opções

Aqui ele começa a considerar opções, comparar preços, qualidade, serviços, depoimentos.

Decisão de Compra

Na última fase ele toma a decisão por aquela empresa que melhor representa a solução, a que mais tem autoridade, qualidade, valor justo e conteúdos relevantes para ele.

Como começar minha estratégia de Inbound Commerce?

1. Conheça seu público

Todas as estratégias de marketing começam com a definição de público, suas características, comportamentos, estilo de vida, etc. 

Afinal, quem vai comprar seu produto e serviço? O que ele costuma fazer, ver, comprar? Em que grupo de afinidades ele se encontra?

Para conhecer o seu público, você pode usar ferramentas como o buyer personas, fazer pesquisas, conversando com pessoas que conhecem seus clientes, etc.

2. Crie sua estratégia de conteúdo

O que seu público quer saber? O que o faria deixar informações de contato na sua página?

Crie sua estratégia de conteúdo, o que e como você vai falar com sua persona, quais os canais vai usar e o que vai fazer para que ela fique mais tempo no seu site.

Tente criar autoridade naquilo que a sua empresa faz, através de conteúdo inteligente.

3. Gere conversão

Depois de criar sua estratégia, faça com que os 98% das pessoas que ainda não compram no seu site, e que estão nas fases 1 e 2 do processo de compra, convertam.

Isso acontece quando elas fornecem informações de contato para sua empresa. É o que chamamos de conversão. Significa que elas querem receber descontos, promoções, novidades da sua empresa, querem criar um relacionamento com sua marca.

Para isso é necessário criar gatilhos que façam a pessoa interagir ou agir de alguma forma, dentro do que você está oferecendo. Vamos mostrar abaixo as principais ferramentas para que sua empresa consiga gerar esse gatilho no Inbound Commerce:

Landing Pages

No Inbound Marketing as Landing Pages são muito usadas para captação de leads e geralmente oferecem algum conteúdo relevante, como e-books, whitepapers ou algum serviço exclusivo.

Para o Inbound Commerce você pode criar uma Landing Page por produto, focando nas características de cada um, ou criar uma promoção e mostrar o preço só depois que a pessoa converter na sua página (deixar informações de contato, em troca de alguma outra informação, nesse caso o preço).

Descontos

Oferecer descontos para quem visita o seu site é uma estratégia muito boa para captação de leads (contatos).

Você pode praticar isso através de formulários (banners que induzem o cliente a deixar contato em troca de desconto) e criação de call to actions nas páginas de produtos.

Geralmente, um desconto bom é de 10% para que o cliente deixe suas informações de contato, mas depende bastante do produto que você está oferecendo.

Promoções por tempo limitado

Criar um senso de urgência também faz que o visitante aja mais rápido, promoções relâmpagos, porém não exageradas – uma pesquisa do Bounce Exchange mostra que se uma promoção é boa demais, tende a converter menos, pois os clientes sentem-se desconfiados – levam o visitante a querer “aproveitar” o que está sendo ofertado, afinal não é todo dia que se tem uma promoção assim!

4. Mantenha um Relacionamento com seus leads

Carrinho Abandonado

O percentual médio, considerado normal, de abandono de carrinho, segundo pesquisa nacional do Varejo Online de 2016 é de 34%. Quando um visitante que está prestes a comprar no seu site e abandona o carrinho, isso significa que você perdeu uma venda. Mas, isso não significa que ele não queira mais comprar.

Segundo um estudo da Wordplay “a maior parte dos usuários abandonam o carrinho de compras porque encontram custos adicionais não esperados, preços melhores em outros locais ou porque ainda estavam pesquisando sobre o produto”.

Então tenha certificados de segurança em seu site, transmita tranquilidade para eles e faça com que voltem para o seu site. Três das principais estratégias usadas para isso são o e-mail marketing, automação de marketing e o remarketing.

Automação de Marketing

Um dos processos que mais geram resultados para a volta dos clientes às compras no seu site, é a automação de marketing.

Uma das formas de usar essa estratégia é criar um fluxo de e-mails, para que quando um cliente abandone o carrinho, automaticamente receba um e-mail com uma tentativa de ajudá-lo a finalizar a compra.

Nesse artigo aqui explicamos melhor o que é a Automação de Marketing e como fazer.

E-mail Marketing

O E-mail Marketing é um grande canal de relacionamento com o seu público e, além disso, com as ferramentas certas, conseguimos mensurar e ver quem está, de fato, abrindo os e-mails da sua empresa e interagindo com eles.

O ideal é fazer o envio de 1 ou 2 e-mails marketing por semana (mas também depende do seu segmento) com conteúdos que sejam interessantes para suas personas, que vão de encontro com o que seu cliente deseja saber.

Você pode enviar promoções, curiosidades, notícias da semana, etc.

Remarketing

Uma das estratégias que mais dão retorno para e-commerces, o remarketing é uma ferramenta do Google Adwords que identifica quem entrou no seu site e o que estava procurando.

Através dessa informação, o Google passa a exibir anúncios em outras páginas que o seu cliente está visitando, em formato de banners. Esses anúncios são exibidos apenas em páginas que aceitam a rede display do Google.

Conclusão

Considerar que os visitantes do seu e-commerce ainda não estão no momento ideal de compra e saber que sua marca precisa conquistá-los é essencial! Através desses 4 passos você pode usar o Inbound Commerce no seu e-commerce e gerar mais vendas para o seu negócios. 

Além dessas dicas, não podemos esquecer de outras que também importam muito para que o visitante compre: a experiência do usuário no seu site – funcionalidade, design, facilidade na navegação, na compra, segurança, etc. – utilização de técnicas de SEO, blog e outras ferramentas que são essenciais para que o seu cliente tenha tranquilidade e queira comprar com você!

cta-blog-post-avaliacao-marketing-digital