Como compor o investimento em Marketing da sua empresa?

Para muitos empresários, compor o investimento em Marketing da empresa está fora do planejamento.

Quase sempre quando fazemos a pergunta: qual a verba destinada para o marketing da sua empresa? A resposta é: não faço ideia.

E aí começam as dúvidas: quanto devo investir? Quanto vale fazer a divulgação da minha empresa? Qual é a melhor forma? Quanto devo investir em mídia paga, como Google Adwords?

Normal! Muitas empresas ainda não têm essa divisão por muitas razões, uma delas é que geralmente o marketing não é visto como um custo ou investimento.

Ou ainda, por diversas outras questões como: falta de valorização do marketing, falta de conhecimento no trabalho de marketing, por acreditarem que seja um custo desnecessário, que não precisa de planejamento, que não deve ser prioridade em um momento de crise, etc., etc.

Porém, posso garantir que se você quer ter sucesso na sua empresa, é melhor começar a planejar seu investimento em marketing.

O que vemos atualmente é muita gente indo atrás de canais de divulgação, parcerias, mas sem planejar quanto deve investir no marketing, principalmente pequenas e médias empresas.

E aí acabam se frustrando com o valor e percebem, de última hora, que não separaram uma verba específica pra isso.

O que empresas grandes estão fazendo

Trago aqui alguns dados de estudos feitos pela Forrester Research com relação aos investimentos em marketing:

  • Até 2019, líderes de marketing irão gastar mais de US$103 bilhões em marketing de busca, exibição de publicidade, mídias sociais e e-mail marketing – esse número será maior do que o utilizado em  TV, rádio e TV a cabo combinados;
  • Em 2016, para uma empresa média, a previsão era de utilizar 30% de seu marketing para a área online, a expectativa é que esse número cresça para 35% em 2019;
  • Ao longo dos próximos 3 anos, a otimização de sites (SEO e SEM) continuará a representar a maior cota, contudo, o investimento nas mídias sociais irá crescer mais rápido do que os outros canais digitais de marketing;
  • A publicidade online (banner ads, display, vídeo online etc.) será o segundo maior investimento no período.

Dados que mostram o quanto esse investimento vem crescendo e se tornando cada vez mais importante para uma empresa.

Mas vamos lá! Você já deve ter percebido que isso deve se tornar uma prioridade na empresa e quer saber como começar?

O passo número 1 para você compor o seu investimento em marketing é:

1. Faça cálculos

Parece bem óbvio mas pode acreditar: a maioria das pequenas empresas não têm esses números em mãos!

Então, comece:

Qual é seu faturamento?

Lucratividade?

A lucratividade é valor que sobra depois de subtrair o que você tem de despesa. Por isso, tenha em mente quais são suas despesas fixas e variáveis.

Percepção de marca (quanto sua marca vale para o mercado/consumidor)?

Compare esses valores com anos anteriores (se tiver) e saiba se o faturamento vem diminuindo ou aumentando. Tenha previsibilidade, entenda se existe um padrão, uma sazonalidade nas vendas.

Também é importante saber quantos clientes você tem e qual o ticket médio da sua empresa.

São números que ajudam no cálculo de quanto você deve investir em marketing, para aumentar esses números (de vendas e ticket médio).

Se é uma empresa pequena, provavelmente essas questões são mais difíceis, mas quanto mais cedo começar e ter isso organizado, melhor.

Depois de ter isso bem definido, é hora de planejar seus investimentos.

cta-modelo-planilha-roi-post-blog

2. Planeje os números de crescimento

Tenha objetivos:

  • Onde você quer chegar?
  • Quantos clientes quer ter?
  • Qual a porcentagem de crescimento que a empresa pretende atingir dentro de x tempo?
  • O que você está fazendo pra isso?

Dê uma olhada no mercado, veja como está a concorrência, tente entender o que o investimento em marketing pode te trazer de benefícios.

Muitos pensam que em um momento de crise deve-se cortar gastos com marketing. Aliás, esse é um dos primeiros custos a serem cortados dentro de empresas.

Porém, se você pensar, sua concorrência estará fazendo a mesma coisa!

E aí está uma enorme oportunidade: a hora de investir é agora, com certeza sua empresa sairá na frente e estará ganhando os clientes da concorrência, pois estará aparecendo, divulgando, estará presente na vida do consumidor.

3. Separe a verba

Depois de saber onde sua empresa está e onde quer chegar, comece a separar uma porcentagem da sua lucratividade para o marketing.

Especialistas dizem que uma empresa pequena deve investir mais no começo para crescer mais rápido, em torno de 12% a 20%.

Empresas mais consolidadas, como já tem uma percepção de marca maior, podem investir em torno de 6% a 12%.

Outros, um pouco mais generalistas, dizem que 10% do faturamento da empresa deve ser usado para ações de marketing.

4. Comece a investir

Escolha os melhores canais e comece a investir.

Hoje em dia muito se questiona se o investimento deve ser online ou offline. Depende do tamanho e objetivos da sua empresa.

Mas o fato é que o digital não deve ficar de fora em nenhum momento.

Pense: onde seu consumidor está hoje? Para comprar um serviço ou produto, qual o primeiro canal que você busca?

Pesquisas apontam que 96% das compras iniciam através de um canal de busca, como o Google.

Os meios digitais têm crescido muito nos últimos anos e com certeza vão aumentar sua importância e relevância na hora de divulgar sua marca.

Além de ser um investimento mais barato que o marketing tradicional, o marketing digital traz muito mais retorno em números, pois todas as ações são mensuráveis.

Pense: não é possível medir a relevância de um outdoor ou quantas pessoas visualizaram a sua propaganda na revista, mas é possível medir quantas pessoas abriram ou clicaram no seu e-mail, quantas pessoas visitaram o seu site, quantas pessoas deixaram seus contatos para se relacionar com sua empresa.

O grande destaque é o Inbound Marketing que além de ser segmentado, é também um marketing que consegue medir o Retorno sobre o Investimento.

Ou seja, tudo o que você investe no Inbound Marketing, retorna para você dentro de 6 meses a 1 ano de investimento, trazendo mais lucratividade ao longo do tempo.

Benefícios do investimento em marketing

Há muitos benefícios para você separar uma porcentagem da sua lucratividade para o marketing. Vou listar alguns dos principais, se você optar pelo Inbound Marketing, que é o que trabalhamos aqui na burnell:

  • Crescimento e valorização de marca
  • Divulgação dos seus produtos e serviços
  • Retorno sobre o Investimento
  • Aumento no número de vendas e lucratividade da empresa
  • Diminui o custo de aquisição de clientes
  • Cria autoridade e relevância para sua empresa
  • Relacionamento com o público
  • Se você está na internet é visto e lembrado

Esses são os principais benefícios de se investir no Inbound Marketing!

Conclusão

Sabendo onde quer chegar e separando uma verba para um investimento que só vai te ajudar a crescer, escolha os parceiros certos, faça algumas pesquisas a mais, conheça o trabalho e os serviços que serão oferecidos.

E principalmente: não espere mais para começar a planejar seu investimento em marketing!

Ficou com dúvida? Deixe seu comentário ou entre em contato com a gente para que possamos te ajudar.

cta-blog-post-avaliacao-marketing-digital
Posts relacionados